FLYBOYS:


Fonte: [+] [-]
Original: Idem
País: França/EUA
Direção: Tony Bill
Elenco: James Franco, Jean Reno, Scott Hazell, Mac McDonald, Philip Winchester, Todd Boyce, Michael Jibson, Karen Ford, Ruth Bradley, Abdul Salis, Tim Pigott-Smith
Duração: 139 min.
Estréia: 27/10/06
Ano: 2006


Guerra nos Ares


Autor: Edu Fernandes (Especial para o Cinequanon)

Há alguns anos, quando se tinha um personagem francês em um roteiro, os profissionais de seleção de elenco sempre optavam por Gérard Depardieu (Asterix & Obelix). Nos últimos tempos, por causa da alta demanda de franceses em filmes, o pessoal do casting agora também opta por Jean Reno (O Código da Vinci) – apesar deste ser marroquino.

Em “Flyboys”, Reno vive o capitão francês Thenault. O ator fala inglês muito bem, mas, considerando seu papel, ele deveria acrescentar um sotaque carregado e falar em sua língua natal sempre que possível. Do senso comum, fazem parte a rivalidade entre franceses e britânicos e a relutância que os primeiros têm de falar a língua dos segundos. Essa situação não foi abordada nem respeitada no filme. Um pouco de realismo é o mínimo que se pede de um roteiro baseado em fatos verídicos.

Filmes de guerra podem ser inflamados com patriotismo e cair na breguice muito facilmente. Por se tratar de uma produção franco-americana, a neutralidade foi estabelecida. Em uma cena até há uma fala em que um cidadão dos EUA confessa que seu país nunca o ajudou. Mas, esse momento, além de uma breve discussão sobre a validade da guerra para os soldados, é um dos únicos lampejos de criatividade no roteiro.

A sucessão dos acontecimentos é sempre óbvia e previsível. Para o expectador mais experimentado em filmes de guerra, os resultados das batalhas já podem ser conhecidos antes mesmo que os aviões decolem.

Os aviões recebem desenhos personalizados em suas laterais para que se possa diferenciar o tripulante de cada aeronave. Até aí, bacana! A “forçação de barra” acontece quando é apresentado o grande inimigo do filme – o único avião pintado de preto. Não somos crianças!


Edu Fernandes é editor do site www.homemnerd.com.
Leia também: