SERPENTES A BORDO:


Fonte: [+] [-]
Original: Snakes on a Plane
País: EUA
Direção: David R. Ellis
Elenco: Samuel L. Jackson, Benjamin McKenzie, Nathan Phillips, Sunny Mabrey, Rachel Blanchard, Kenan Thompson, Flex Alexander, Adam Behr, Terry Chen, Daniel Hogarth.
Duração: 101 min.
Estréia: 07/09/06
Ano: 2006


Não é tão ruim assim


Autor: Laura Cánepa

É muito fácil classificar "Serpentes a Bordo" de trash-movie. Afinal, um-filme-catástrofe-com-animais-nojentos não poderia ser muito diferente disso, não é? Muito mais sofisticado do que dar qualquer atenção a este filme é ficar procurando sentidos no auto-indulgente e pré-interpretado "A Dama na Água", por exemplo.

Mas, se o espectador do novo filme de David R. Ellis esquecer por um minuto que foi ao cinema para ver cobras mordendo pingolins, talvez consiga se divertir com uma aventura aérea que, se não é grande coisa, também não é pior do que muitas produções norte-americanas que andamos recebendo em nossos cinemas.

Claro, tudo passa pela questão do gênero: filmes catástrofe, filmes com animais, filmes com Samuel L. Jackson, filmes com máfia chinesa, tudo isso ajuda a construir um clima que favorece os pré-julgamentos. E, de fato, trata-se de uma obra totalmente descartável. Mas não me parece justo que "Serpentes a Bordo" seja tratado pela imprensa e pelo público como um programa inferior a "horrores" como "Entrando numa fria", "Procura-se um amor que goste de cachorros", "Edson - Poder e Corrupção", "Vôo noturno" e tantos outros.

A história todo mundo sabe: Samuel L. Jackson deve proteger um surfista bonitinho (Benjamin McKenzie, de "Wolf Creek") que testemunhou um assassinato brutal cometido por um mafioso chinês no Havaí. Em sua volta para Los Angeles, o avião onde viajam é infestado de cobras peçonhentas que deverão matar todos a bordo, para que o vilão continue impune.

Se as cenas dos ataques das cobras são pra lá de previsíveis e politicamente incorretas, também é verdade que o roteiro usa bem os clichês dos filmes-catástrofe, misturando cenas engraçadas e prosaicas com momentos de grande tensão. O final feliz para os heróis também faz parte do alívio que o espectador deve sentir depois de assistir a cenas tão desagradáveis.

Enfim, "Serpentes a bordo" não mostra nada que não se tenha visto milhares de vezes. Mas não é o único...
Leia também: