A Falta que Me Faz:


Fonte: [+] [-]
Original: Idem
País: Brasil
Direção: Marília Rocha
Elenco: Documentário.
Duração: 85 min.
Estréia: 10/12/2010
Ano: 2009


De uma diretora promissora.


Autor: Marcelo Lyra

A Falta que me Faz, de Marília Rocha, é o terceiro longa dessa promissora diretora mineira: um documentário sobre quatro jovens mulheres de Curralinho, um vilarejo isolado no interior do estado. Ao contrário dos trabalhos anteriores, mais “observacionais” e com preocupação estética, esse busca um diálogo não apenas visual, mas também com palavras. Na verdade, alterna entre os dois formatos, ora observando, ora conversando.

A maior surpresa é a impressionante intimidade com que a câmera flutua pelos ambientes que retrata: a casa das meninas, as montanhas de pedra, rios... Mas é principalmente dentro da casa que essa cumplicidade aflora. Marília – além da assistente Clarissa Campolina, e dos fotógrafos - se revela e se torna o grande achado do filme. São conversas simples e reveladoras, que culminam num diálogo onde a entrevistada também passa a perguntar coisas à equipe, tornando-se também ela entrevistadora. O processo lembra o curta paulista "Casa de Cachorro", onde a certa altura o entrevistado puxa o diretor para a frente da câmera e começa a lhe fazer perguntas. Mas se nesse curta a atitude tem ares mais agressivos, no longa de Marília a cumplicidade envolve o espectador, que se sente parte integrante desse diálogo, mostrando que no contato de universos tão dispares quanto o da diretora e o da moradora, a curiosidade é mútua. Um filme simples e poético, uma visita reveladora de um universo que parece parado no tempo.

Leia também: