Sede de Sangue:


Fonte: [+] [-]
Original: Bakjwi
País: Coréia do Sul
Direção: Chan-Wook Park
Elenco: Kang-ho Song, Mercedes Cabral, Ok-bin Kim e Hae-sook Kim.
Duração: 133 min.
Estréia: 02/04/2010
Ano: 2009


Melodrama e horror num registro oriental.


Autor: Laura Cánepa

O cineasta sul-coreano Park Chan Wook, de “Oldboy” e “Lady Vingança”, consegue se superar, em termos de estranheza e exagero, em seu mais novo filme, . O longa conta a história de um jovem padre (Song Kang-Ho) que, ao se oferecer para participar de uma experiência médica, acaba se transformando num vampiro, é confundido com um santo e se envolve com uma mulher misteriosa criada por uma família doente.

Como ocorre em outros filmes do cineasta, Sede de Sangue traz vários filmes em um, pois a história muda de tom e de motivo dramático várias vezes, exigindo que o espectador simplesmente se deixe levar. Apesar disso causar indignação em alguns espectadores, acredito que aqueles que entrarem no jogo sairão recompensados. O filme é uma interessante mistura de melodrama e horror num registro oriental, e traz atores suficientemente exagerados para permitir que o conjunto funcione.
Vale destacar também a qualidade e a ousadia do erotismo que se encontra em filmes orientais que chegam por aqui, e que conseguem fazer frente à caretice dos filmes hollywoodianos (e brasileiros).

Leia também: